No auge do frio, 80% de SC pode ter temperaturas negativas de até -7ºC.

Algumas áreas podem ter mínimas ainda mais congelantes nesta semana; onda de frio deve ser a maior em SC desde 1955.

No auge do frio, 80% de SC pode ter temperaturas negativas de até -7ºC.

Apesar do final de semana agradável, a onda polar em Santa Catarina está confirmadíssima para os próximos dias. O frio deve chegar com tudo já na terça-feira (27) e, a partir de quarta-feira (28), todo o Estado terá temperaturas próximas de 0°C.

Segundo o meteorologista Ronaldo Coutinho, no auge do frio, a partir da metade da semana, 80% do território catarinense deve ter mínimas entre 0°C e -7°C. Esta deve ser a maior onda frio desde 1955.

Embora exista possibilidade de neve nas áreas mais altas, principalmente entre quarta à noite e quinta-feira, a característica desta onda polar é o frio extremo. “A geada vai ser severa”, informou Coutinho.

Será necessário, segundo ele, atentar para o congelamento de águas no canos e prestar a atenção na saúde de suínos e aves, “principalmente nas cidades do Oeste, Meio-Oeste, serras, planaltos e parte alta da Grande Florianópolis”, completou o meteorologista.

De acordo com ele, temperaturas pontuais de -5°C e -10°C não estão descartadas. Números ainda mais baixos, inclusive, podem ser registrados em algumas estações, chegando a -12°C.

Até mesmo Florianópolis, no Litoral, pode ter temperaturas entre -1°C e -2°C. A previsão foi feita considerando os dados disponíveis neste domingo (25).

“Os bananais do Sul do Estado correm risco de ter geada forte: primeiro de vento, que é a ‘geada negra’, que queima a planta – e depois vem a geada normal”, explicou. A condição deve aparecer na quarta e se intensificar na quinta, sexta (30) e no sábado (31).

Conforme o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), esta é a terceira massa de ar polar atuando no país em 2021 e deve durar até dia 1º de agosto, pelo menos. A informação é da Agência Brasil.

Frio na Serra catarinense

“Os próximos 10, 15 dias estão indicando chuva abaixo do normal em toda a área do Cone Sul. O mês de julho está terminando com chuva muito abaixo da média”, comentou.

Quem trabalha com trigo, por exemplo, deve aproveitar a segunda-feira (26), já que alguma precipitação está prevista, auxiliando na cobertura do plantio.

“Não dá para garantir uma boa chuva para isso, mas é uma das poucas oportunidades, já que depois só, talvez, no início de agosto que a gente venha a ter alguma instabilidade”, antecipou o meteorologista.

Inclusive, não se descartam trovoadas com queda de granizo, nesta segunda-feira, “devido a esse contraste entre o frio que está vindo atrás e o que está antecedendo à frente”, afirmou Coutinho. Assim que a frente fria for passando, a temperatura tende a cair.

 

 
 
 
Fonte: ND+
  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
Comentários
Publicidade
Publicidade

Veja também

\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\

Envie sua mensagem e assim que possível estaremos respondendo!

Esse site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar o acesso, você concorda com nossa Política de Privacidade. Para mais informações clique aqui.